Pular para o conteúdo

Concreto 4.5 – Vertentes Arquitetura

casa iluminada post

A engenharia estrutural em harmonia com o projeto arquitetônico.

LOCAL : Piracicaba - SP
ARQUITETO : Adriano Couto
COLABORADOR : Denis Comandule
APROVAÇÃO DE PROJETO : 2016
TEMPO DE EXECUÇÃO : 2017 - 2019 
ÁREA : 249m²
CONSTRUÇÃO : Fernando Nishida Eng.
PROJETO ESTRUTURAL : GEPEC Engenharia
CONSULTORIA SUSTENTÁVEL : ECOCASA Tecnoligias Ambientais Ltda
PAISAGISMO : Vera Meister Martins
FOTOGRAFIA : Leonardo Giantomasi

Este projeto residencial localizado em Piracicaba – SP, no loteamento Moinho Vermelho, é algo icônico. O Grande diferencial começa com a estrutura que inspirou o nome do projeto, ou seja, a malha de concreto armado 4,50 x 4,50m, onde o arquiteto Adriano Couto utilizou tais medidas como uma forma de interação com quem a frequenta, distribuindo os principais ambientes tanto no pavimento térreo como no superior.

Trazendo mais racionalidade para a obra devido ao método de modulação, a harmonia estética dos volumes é evidente em diversos locais, como por exemplo, no terraço externo com seus pilares que sustentam o vão aberto em pé direito duplo. A criação tem base em um jogo de adição e subtração dos volumes dentro dos módulos regulares da construção.

Com um terreno de largura considerável (14m), a distribuição se deu em “L” o que permitiu uma generosidade com relação as dimensões internas de cada ambiente e também que os recursos naturais fossem melhores aproveitados. Com aberturas projetadas com cuidado se trouxe para o interior uma vasta insolação em, praticamente, todo o decorrer do ano e uma ventilação natural extremamente agradável. E para complementar trazendo as maiores incidências solares onde seria um desafio, com a ajuda do repertório modernista brasileiro, existe uma parede de cobogós no alto do pé direito duplo do terraço e um acesso externo coberto com pergolados de vigas pré-moldadas de concreto.

Ao analisarmos a planta, notamos que o térreo foi dedicado aos ambientes de convívio de todos, onde é clara a integração proposital entre a áreas de estar, lazer e gourmet. A forte presença de vidro faz com a o ambiente interno não se exclua com o externo, deixando-os visualmente conectados, e reforça a assinatura da arquitetura evidenciando a malha de concreto “4.5”. Olhos atentos irão notar que há um contraste e um enriquecimento visual dedicado a elementos de contraposição, deixando a forma geométrica dominante do edifício em destaque. A primeira contraposição que grita aos olhos é o balanço vindo do pavimento superior sobre o terraço externo, pois existe a falta de um pilar de apoio que, supostamente seria essencial, mas a estrutura foi recuada deixando o vão livre, quebrando a modulação adotada, criando um térreo totalmente aberto.

Após admirar a falta do pilar a segunda contraposição que nos chama é a piscina, cujo o formato nada convencional rompe as linhas retas que antes compunham a edificação. Uma composição de triângulos traz a sensação de fluidez e deixa um melhor aproveitamento de jardim dentro de um contexto de espaço reduzido. Já os acabamentos das paredes, externamente um tom escuro foi escolhido endossando a volumetria da casa e valorizando a identidade da fachada. A cor cria contrastes complementares com o bege da parede de pedras e com a cerâmica dos elementos vazados. Outro contraste visível e marcante se deu entre o conjunto fechado do pavimento superior com a leveza e transparência da área de lazer abaixo no térreo.

  • Layout1